Softwares para automação bancária, consultoria e treinamento em TI.

Sua Área

Idioma

ptafenfrdees

Tags

Nenhum marcador encontrado.

Área do Cliente

Área do Cliente

Nome de usuário *
Senha *
Lembrar de mim
Notícias

Entre os dias 12 e 14 de junho estivemos presentes no maior evento de tecnologia da América Latina para o setor financeiro - o CIAB Febraban - apresentando as novas funcionalidades incorporadas em nossas soluções de Mobile Banking, Agência e Rede de Autoatendimento.

Durante o evento também celebramos ao lado de clientes e parceiros os nossos 25 anos de existência. 

Começou a valer no dia 11 de setembro a 2ª etapa da nova norma da Federação Brasileira dos Bancos que permite ao cidadão pagar boletos bancários vencidos, com valor superior a R$ 2 mil, em qualquer instituição financeira.

A regra já estava valendo para contas acima de R$ 50 mil desde julho de 2017.

A implantação da Nova Plataforma de Cobrança está sendo realizada de forma gradual. Em 9 de outubro serão liberados boletos bancários acima de R$ 500. Em 13 de novembro, boletos acima de R$ 200 e por fim, em 11 de dezembro, serão liberados todos os boletos vencidos, independente do valor.

Além de facilitar o rastreamento de pagamentos e propiciar a baixa automática da dívida no sistema, a inserção destes dados nos boletos trará mais facilidade nos processos de DDA - Débito Direto Autorizado e prevenção a fraudes.

A FEBRABAN - Federação Brasileira de Bancos, em parceria com os players da rede bancária nacional, implantaram a Nova Plataforma de Cobrança a fim de trazer mais tecnologia para o sistema de cobrança bancária.

A primeira fase deste projeto disponibiliza essa facilidade para boletos emitidos com valor igual ou superior a R$ 50 mil. No decorrer dos próximos meses, as próximas fases do projeto serão implantadas, oferecendo até dezembro de 2017 o pagamento de boletos de quaisquer valores nesta modalidade.

Convergência Digital
Ana Paula Lobo e Rafael Bengoza - 11/06/2017


As agências não vão desaparecer por conta da proliferação dos canais digitais. O que vai acontecer é a modernização do modelo utilizado, sustenta Mario Malagutti, diretor da Fóton Informática, empresa brasileira especializada em automação bancária. O executivo conta que um banco brasileiro está implantando uma solução de automatização em que foi feito um redesenho das agências.

"Não vamos ter mais servidores no local. Tudo será feito pela web. O conceito é muito parecido com o GMail, do Google. Tudo simples e automatizado", pontua Malagutti, sem poder, no entanto, revelar o nome da instituição financeira que adquiriu a solução.

Quinta, 25 Mai 2017 21:47

Fóton renova selo MPS.Br Nível C

mps br min

É com satisfação que comunicamos a renovação do selo MPS.Br Nível C no desenvolvimento das soluções Fóton, modelo de referência para melhoria do processo de software baseado no CMMI, nas normas ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504 e na realidade do mercado brasileiro de tecnologia.

Tal conquista vem reafirmar um de nossos maiores objetivos organizacionais - satisfazer nossos clientes - e deve-se, principalmente, ao nosso desejo de ofertar qualidade em todos os produtos e serviços. Também demonstra a maturidade de nossos processos de desenvolvimento de software e a expertise adquirida no mercado financeiro.

Há mais de 20 anos no mercado e pioneira na área de Soluções Multicanal, a Fóton se destaca por sua especialização em tecnologias para atendimento bancário, notadamente canais de atendimento, sendo fornecedora de diversos bancos brasileiros, dentre os quais estão Banco da Amazônia, Caixa, Mercantil do Brasil e Banco de Brasília.

A FÓTON desenvolveu um software que fornece informações gerenciais sobre o perfil de utilização dos canais de atendimento da instituição financeira.

A partir do data warehouse de informações, gera consultas e relatórios para oferecer suporte ao gestor do negócio quanto à análise, identificação de tendências e tomada de decisão nos três níveis: operacional, tático e estratégico. O Cash Board atende às necessidades de unidades específicas de negócios, pois otimiza o fornecimento de informações que garantem o suporte dos fatores-chave de gestão. Além disso, permite maior controle ao usuário disponibilizando dados com tempo de resposta mais rápido, fácil acesso e menos complexidade aos usuários. Pode ser apropriado e gerenciado por outra área que não, especificamente, seja a de TI da instituição financeira.